Marketing de Conteúdo

Marketing de Conteúdo é todo o conteúdo de qualidade e relevante feito para educar, informar ou entreter um futuro ou atual cliente. Dessa forma, a estratégia auxilia em todo o processo de compra e ainda gera mais visibilidade e autoridade para a marca.

O que é Marketing de Conteúdo

Ao começar uma estratégia de Marketing Digital, todo profissional de marketing encontra essa frente chamada Marketing de Conteúdo. Mas o que significa, afinal de contas?

Indo direto ao ponto, Marketing de Conteúdo é a estratégia de produzir conteúdos para seu público-alvo, que o auxilie em todo processo de compra e o atraia para você de forma natural e espontânea. É o combustível do Inbound Marketing.

A ideia consiste em informar as pessoas para fazer com que futuramente elas não só respeitem a sua marca e a tenham como referência, mas também se tornem clientes de sua empresa.

Podemos dizer que o significado de Marketing de Conteúdo é relativamente novo. Somente nesse novo século que esse conceito foi forjado e que estudos, análises e experimentos começaram a ser realizados.

No entanto, suas aplicações já aconteciam antes mesmo da era digital. Sim, essa estratégia também existe offline. E faz tempo!

Mas como assim? Isso não é parte do Inbound Marketing? Como poderia existir antes da ascensão da internet?

Vamos contextualizar historicamente com um exemplo clássico.

Em 1895, a John Deere, empresa líder no segmento de máquinas agrícolas, publicou a primeira edição da revista “The Furrow”. A publicação segue em circulação até hoje e é focada em assuntos relacionados à agricultura.

Com essa revista, a John Deere ousou, e optou por compartilhar conteúdo com o público interessado em agricultura em vez de simplesmente criar anúncios “empurrando” os produtos que são fabricados pela empresa.

É verdade que nem todos os leitores da revista possuíam tratores da John Deere, mas ao consumir a informação da marca, poderiam descobrir dores que julgavam ser inexistentes até então. E ao sentir a necessidade de fazer uma compra, optariam por uma marca de confiança.

Ou seja, a revista cumpre exatamente o propósito do conceito: educar o público, ganhar autoridade no assunto e influenciar na decisão de compra. É um dos primeiros registros de Marketing de Conteúdo, e desde então, várias marcas têm feito o uso da prática.

Resumindo: Marketing de Conteúdo é falar sobre seu nicho de mercado. Diferente de um release de uma assessoria de imprensa ou do marketing tradicional, não é sobre o que sua empresa faz, mas sobre o que seus clientes precisam!

Para que serve o Marketing de Conteúdo

Ok, agora que já falamos sobre o conceito de Marketing de Conteúdo, é possível que você se pergunte: por que devo produzir conteúdo se posso criar anúncios mostrando o meu produto?

Se você ainda não entendeu quais as grandes vantagens de uma estratégia de Marketing de Conteúdo sobre uma estratégia de marketing tradicional, siga lendo os próximos tópicos. Afinal de contas, essa estratégia conseguiu atingir o que o marketing convencional não foi capaz.

Basta dar uma analisada nas empresas que estão utilizando Marketing de Conteúdo hoje. Aqui na Resultados Digitais, por exemplo, o conteúdo é o foco. É com materiais educativos e com o nosso blog de Marketing Digital que atraímos nossos clientes, ensinamos nossa metodologia e continuamos um relacionamento após a compra para que eles continuem conosco.

Dentre seus vários objetivos, podemos destacar 6:

1. AUMENTAR SUA VISIBILIDADE NA INTERNET

Marketing de Conteúdo tem ampla influência nas estratégias de SEO de um site. Sabemos que hoje não basta produzir conteúdo com palavras-chaves soltas em meio aos textos ou fazer link building em grande quantidade, mas sem qualidade.

O algoritmo de busca do Google se desenvolveu muito e já consegue perceber o que é um conteúdo relevante para o usuário. Dados como CTR na SERP, tempo de permanência na página e qualidade dos links referenciados no texto são analisados e influenciam no rankeamento.

2. AUMENTAR A INTERAÇÃO COM SUA MARCA

Marketing de Conteúdo também serve como um canal de interação com sua marca para que os clientes possam conversar com sua empresa, tirar dúvidas e enviar sugestões.

Conseguir a atenção da audiência e fazer com que ela compartilhe seu conteúdo com seus seguidores nas redes sociais, por exemplo, é uma forma de publicidade espontânea.

Seja por meio de um blog, uma central de ajuda, um treinamento em vídeo ou nas redes sociais, o conteúdo que você cria pode ter alto potencial de engajamento.

3. NUTRIR SUA BASE DE LEADS

É importante levar em consideração que, por mais extensa que seja sua base de Leads, nem todas as pessoas estão prontas para consumir seu produto ou seu serviço.

Isso não significa que elas nunca serão seus clientes. Em muitos casos, o que falta é um pouco mais de informação até que essas pessoas vejam valor no que sua empresa oferece e tenham estrutura/fit para poderem utilizar e ter uma boa experiência com seu produto ou serviço.

Por meio do Marketing de Conteúdo, é possível nutrir esses Leads com material relevante que irá prepará-los até que o momento ideal da compra possa chegar. Dessa forma, você não descarta diretamente um prospect despreparado, e sim posterga a compra para uma ocasião mais favorável.

4. REDUZIR O CUSTO DE AQUISIÇÃO DE CLIENTES

O custo de aquisição de clientes (CAC) é, como o próprio nome revela, quanto sua empresa gasta em média para adquirir um cliente novo.

E se sua empresa investe em Marketing de Conteúdo e em SEO, naturalmente novos potenciais clientes acessarão seu site de forma orgânica e recorrente, sem que você precise se esforçar mais para isso.

5. GANHAR CONFIANÇA DO PÚBLICO E ADQUIRIR PROPAGADORES DE SUA MARCA

Assim como o marketing mudou, o mesmo vale para a forma como o público enxerga as marcas e realiza compras.

Produzir conteúdo de qualidade faz com que sua empresa se torne autoridade no mercado e, consequentemente, ganhe confiança.

Uma empresa que está investindo tempo para produzir conteúdo gratuito para seus clientes e entregando valor para essas pessoas certamente será lembrada com muito mais força quando comparada a uma concorrente que não faz o mesmo.

Além do mais, ao falar sobre suas personas e não sobre sua empresa, você cria as chances de que esse público propague sua marca para sua rede de contatos, uma vez que, satisfeitos por terem problemas solucionados, poderão compartilhar seu conteúdo com seus amigos que possuem as mesmas dores.

6. MELHORAR A EXPERIÊNCIA PÓS-VENDA

Pode ser um FAQ, uma central de ajuda, um treinamento online ou mesmo um fluxo de Email Marketing focado para o cliente. Ou seja, fazer Marketing de Conteúdo para o cliente é uma força considerável para garantir a retenção e fidelização.

A boa experiência em um pós-venda é fundamental para que seu cliente continue utilizando os serviços ou produtos da sua empresa mais tempo.